Estorinha de férias




Um dos meus amigos, que está de férias em terras do Alva, fez-me chegar esta delícia de texto, garantindo que, à socapa,  quem o escreveu foi o filho. A imagem, essa surripiei-a  na net para ilustrar a estorinha de um menino triste...


As férias
As férias são uma coisa muito bonita e boa, porque são férias, e as pessoas gostam das férias, eu também gosto das férias, este ano é que não gosto muito das minhas férias porque não me levaram à praia do mar, só vim à praia do rio e eu não gosto da praia do rio, que tem areias do tamanho das pedras, agora, nas férias, não faço nada, não há nada para fazer e eu até ando chateado com as férias, as pessoas que também estão de férias é que não estão chateadas nem nada, acendem as luzes todas das casas e das varandas e até parece que a aldeia das minhas férias, que é onde o meu pai nasceu, já não é uma aldeia, quer dizer, é uma aldeia mas com tantas luzes ligadas não parece uma aldeia pequenina, as pessoas que estão de férias e as outras vão tomar café e ficam lá sentadas, só bebem um café e eu acho que é chato, não sobra uma cadeira para mim e para a minha irmã que ainda é pequenina com cinco anos, eu já sou grande fiz nove a outra semana e o meu pai até me deu uma prenda e tudo, um telemóvel sem letras, é giro, carrega-se com o dedo e pronto, a minha mãe também anda chateada com as férias do rio, este ano não fomos ao Algarve porque os meus pais dizem que há crise em casa, não sei que é isso, mas eu também queria ir para o Algarve, aí é que as férias são uma coisa boa, há muitas miúdas e tudo, aqui não há miúdas, quer dizer, há, mas são poucas, o meu pai deve estar a chegar e vou mas é pirar-me antes que me dê um par de estalos, é sempre a mesma coisa, olha aí vem ele, cheio de férias, eu é que não…

Comentários

Fernanda Carvalho disse…
Mais uma linda "estória", daquelas a que já nos habituou.
Veja lá se consegue arranjar um tempinho para publicar uma diariamente.